RADIO NOVO TEMPO

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

LIÇÃO 6: QUEM É O ANTICRISTO?

VERSO BÍBLICO: "Não deixem que ninguém os engane de modo algum. Antes da­quele dia virá a apostasia e, então, será revelado o homem do pecado, o filho da perdição. Este se opõe e se exalta acima de tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, che­gando até a assentar-se no santuário de Deus, proclamando que ele mes­mo é Deus," 2 Tessalonicenses 2:3,4.

FLASH: "Uma religião de exibições externas é atraente ao coração não renovado. A pompa e cerimonial do culto católico têm um sedutor, fascinante poder, pelos quais são enganados muitos, que che­gam a considerar a Igreja Romana come a própria porta do Céu, Ninguém, a não ser os que têm os pés firmados nos fun­damentos da verdade, e o coração reno­vado pelo Espírito de Deus, se acha ao abrigo de sua influência. Milhares que não têm um conhecimento experimental de Cristo serão levados a aceitar as formas da piedade sem a sua eficácia. Esta é a religião que precisamente desejam as multidões." - O Grande Conflito, p. 567.



ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Vi uma besta que saía do mar. Tinha dez chifres e sete cabeças, com dez coroas, uma so­bre cada chifre, e em cada cabeça um nome de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a um leopardo, mas tinha pés como os de urso e boca como a de leão. O dragão deu à besta o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Uma das cabeças da besta parecia ter sofrido um ferimento mortal, mas o ferimento mortal foi curado. Todo o mundo ficou maravilhado e seguiu a besta. Adoraram o dragão, que tinha dado autoridade à besta, e também adoraram a besta, dizendo: "Quem é corno a besta? Quem pode guerrear contra ela?"
À besta foi dada uma boca para falar palavras arro­gantes e blasfemas, e lhe foi dada autoridade para agir durante quarenta e dois meses. Ela abriu a boca para blasfemar contra Deus e amaldiçoar o Seu nome e o Seu tabernáculo, os que habitam nos Céus. Foi-lhe dado po­der para guerrear contra os santos e vencê-los. Foi-lhe dada autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação. Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo. [...]
Então vi outra besta que saía da terra, com dois chi­fres como cordeiro, mas que falava corno dragão. Exercia toda a autoridade da primeira besta, em nome dela, e fazia a Terra e seus habitantes adorarem a primeira besta, cujo ferimento mortal havia sido curado. E realizava gran­des sinais, chegando a fazer descer fogo do céu à terra, à vista dos homens. Por causa dos sinais que lhe foi permi­tido realizar em nome da primeira besta, ela enganou os habitantes da Terra. Ordenou-lhes que fizessem uma imagem em honra à besta que fora ferida pela espada e contudo revivera. Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem. Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que nin­guém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome.
Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento cal­cule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis." Apocalipse 13:1 -18.

VOCÊ SABIA?: Os papas primitivos ajuda­ram a espalhar o cristianismo e a resolver contendas doutri­nárias. Depois que alguns dos líderes do Império Romano se converteram ao cristianismo, os imperadores romanos se tor­naram aliados dos papas, até o oitavo século quando os im­peradores perderam poder no ocidente. Nos tempos medie­vais, os papas desempenharam papéis importantes na Europa Ocidental, frequentemente lu­tando com os monarcas pelo poder para ampliar os negócios entre Igreja e Estado.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

LIÇÃO 5: BELEZA FALSA!

VERSO BÍBLICO: "Quando o espírito deles se vai, eles voltam ao pó; naquele mes­mo dia acabam-se os seus planos." Salmo 146:4.

FLASH: "A imortalidade, prometida ao ho­mem sob condição de obediência, foi perdida pela transgressão. Adão não poderia transmitir à sua posteridade aquilo que não possuía; e não poderia haver esperança alguma para a raça decaída, se, pelo sacrifício de Seu Fi­lho, Deus não houvesse trazido a imor­talidade ao seu alcance." - O Grande Conflito, p. 533.


ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: Foi isto mesmo que Deus disse: Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim?'
Respondeu a mulher à serpente: 'Podemos comer do fruto das árvores do jardim, mas Deus disse: Não co­mam do fruto da árvore que está no meio do jardim, nem toquem nele; do contrário vocês morrerão.'
Disse a serpente à mulher: 'Certamente não morre­rão! Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedo­res do bem e do mal!'
"Quando o espírito deles se vai, eles voltam ao pó; na­quele mesmo dia acabam-se os seus planos."
"Os vivos, somente os vivos, Te louvam, como hoje es­tou fazendo; os pais contam alua fidelidade a seus filhos."
"Então vi saírem da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos seme­lhantes a rãs. São espíritos de demônios que realizam si­nais miraculosos; eles vão aos reis de todo o mundo, a fim de reuni-los para a batalha do grande dia do Deus todo-poderoso." Gênesis 3:1-5; Salmo 146:4; Isaías 38:19; Apo­calipse 16:13,14.

VOCÊ SABIA?: O conceito da alma imortal não se originou de um ensinamento bíblico. Na verdade, foi propaga­do por filósofos gregos pagãos, ou pelo menos foi por meio deles que posteriormente essa ideia caminhou para a teologia cristã. Platão, por exemplo, foi um dos mais famosos filósofos a professar essa crença. Ele acreditava que o corpo era simplesmente a "casca" que reveste a alma humana. Uma vez que o corpo morria (casca), a alma saía e nunca era destruída. A consciência permanecia viva. O Dr. Emile Brunner, professor de teo­logia sistemática e prática, disse isto claramente: "De acordo com o platonismo: o corpo é mortal, a alma é imortal. A casca mortal oculta essa essência eterna que na morte é libertada de sua cas­ca exterior. [...] Mas essa solução ao problema da morte permane­ce em oposição irreconciliável ao pensamento cristão."

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

LIÇÃO 4: ANJOS E DEMÔNIOS!

VERSO BÍBLICO: "Quando se aproximaram de Jesus, viram ali o homem que fora possesso da legião de demônios, as­sentado, vestido e em perfeito juízo; e ficaram com medo." Marcos 5:15.

FLASH: "Não foram operados milagres por Cristo e por Seus apóstolos? O mesmo compassivo Salvador vive hoje, e está tão disposto a escutar a oração da fé, como quando andava visivelmente en­tre os homens. O natural coopera com o sobrenatural, Faz parte do plano de Deus conceder-nos, em resposta à ora­ção da fé, aquilo que Ele não outorgaria se o não pedíssemos assim."- O Grande Conflito, p. 525.


ESTUDANDO A HISTÓRIA: "Eles atravessaram o mar e foram para a região dos gerasenos. Quando Jesus desembar­cou, um homem com um espírito imundo veio dos sepulcros ao Seu encontro. Esse homem vivia nos sepulcros, e ninguém conseguia prendê-lo, nem mes­mo com correntes; pois muitas vezes lhe haviam sido acorrentados pés e mãos, mas ele arrebentara as corren­tes e quebrara os ferros de seus pés. Ninguém era sufi­cientemente forte para dominá-lo. Noite e dia ele andava gritando e cortando-se com pedras entre os sepulcros e nas colinas.
Quando ele viu Jesus de longe, correu e prostrou-se diante dEle, e gritou em alta voz: 'Que queres comigo, Je­sus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-Te por Deus que não me atormentes!' Pois Jesus lhe tinha dito; 'Saía deste ho­mem, espírito imundo!'
Então Jesus lhe perguntou: 'Qual é o seu nome?'
'Meu nome é Legião' respondeu ele, 'porque so­mos muitos.'
E implorava a Jesus, com insistência, que não os man­dasse sair daquela região.
Uma grande manada de porcos estava pastando numa colina próxima.
Os demônios imploraram a Jesus: 'Manda-nos para os porcos, para que entremos neles'. Ele lhes deu permissão, e os espíritos imundos saíram e entraram nos porcos. A manada de cerca de dois mil porcos atirou-se precipício abaixo, em direção ao mar, e nele se afogou.
Os que cuidavam dos porcos fugiram e contaram es­ses fatos na cidade e nos campos, e o povo foi ver o que havia acontecido.
Quando se aproximaram de Jesus, viram ali o homem que fora possesso da legião de demônios, assentado, vestido e em perfeito juízo; e ficaram com medo. Os que estavam presentes contaram ao povo o que acontecera ao endemoninhado, e falaram também sobre os porcos. Então o povo começou a suplicar a Jesus que saísse do território deles.
Quando Jesus estava entrando no barco, o homem que estivera endemoninhado suplicava-Lhe que o deixas­se ir com Ele. Jesus não o permitiu, mas disse: Vá para casa, para a sua família e anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você. Marcos 5:1-19.


VOCÊ SABIA?: Considere uma recente pes­quisa que mostra a porcenta­gem de adultos que tiveram en­contro com o sobrenatural:
55 por cento afirmam que foram protegidos de algum mal por um anjo da guarda.
45 por cento se sentiram cha­mados por Deus para fazer algo.
23 por cento disseram que testemunharam ou experimen­taram milagres, cura física.
20 por cento ouviram a voz de Deus falando com eles em al­gum momento de sua vida.
[Fonte: Alejandro Gonzalez, "Angets and Qod" [Anjos e Deus], USA To­day (18 de setembro de 2008), basedo numa pesquisa feita em 2007 com 1.700 americanos adultos pelo Ins­tituto de Estudos da Religião (Baylor University)]